As algas chlorella são altamente protéicas. Dentre os vários benefícios que trazem ao ser humano, podemos citar a desintoxicação e a reposição de minerais e vitaminas essenciais.

As algas chlorella são microscópicas (unicelulares) e se desenvolvem em água doce. Medem de 2 a 8 mícrons (1 mícron= 1/1.000 mm). Elas surgiram há mais de 2 bilhões de anos na superfície da Terra e desde então não sofreram alterações em sua morfologia. Sob a luz do sol e no seu meio (água doce), mais dióxido de carbono e uma quantidade correta de nutrientes, as algas chlorella multiplicam-se intensamente.

Apesar de ser tão antiga é considerada, atualmente, como o alimento do futuro, por ser uma fonte de proteínas e de todos os nutrientes essenciais ao organismo humano.

No Japão, as pesquisas científicas no desenvolvimento do cultivo da alga chlorella foram mais ativas, devido ao hábito de sua população utilizar as algas como suplemento nutricional. Apesar de sua natureza elementar e seu rápido crescimento, a alga chlorella armazena uma quantidade apreciável de nutrientes essenciais.

Cada célula se divide formando quatro novas células numa velocidade muito grande, enquanto que outras células, tanto animais como vegetais, fazem a sua mitose dividindo-se de duas em duas células.

Aproximadamente 60% de sua composição são proteínas, sendo, essa concentração, superior à carne bovina e à soja. Contém os 8 aminoácidos essenciais, sendo, portanto, a alga unicelular mais completa, em termos de aminoácidos.

Uma elevada concentração de clorofila (cerca de 15 vezes a quantidade existente no espinafre) potencializa os efeitos deste pigmento verde que apresenta notáveis qualidades de limpeza do organismo, além de ser uma fonte importante de magnésio.

 
  Frascos de 80g (aprox. 320 comprimidos) e 300g (aprox. 1200
  comprimidos), com comprimidos de 250 mg cada.
  Tomar de 8 a 12 comprimidos por dia, com bastante líquido;
  crianças, a partir de 6 meses de idade, a dose padrão é de 50
  mg/kg de peso/dia.